Minha homenagem ao Dia das Crianças, com o docinho brasileiro mais clássico que existe!

Confeitos minidinossauros

Resolvi que já não era sem tempo de postar aqui a minha versão de brigadeiros – que não é extremamente doce, por levar cacau em pó e um pouquinho de chocolate meio-amargo, além de creme-de-leite. Gosta dele doce? A única substituição permitida aqui é colocar chocolate ao leite em vez do meio-amargo. E não se preocupe: eu uso o belga, mas pode ser cacau em pó e um ótimo  chocolate nacional.

Esses redondinhos cremosos da minha infância me remetem aos nossos aniversários – meu e dos meus irmãos. Minha avó passava dias fazendo todos os docinhos. Não existia essa moda de brigadeiro de colher, nem direto da panela não… Só comíamos essas gostosuras depois de devidamente enrolados, passados nos granulados, e colocados em suas forminhas. O problema era conseguir parar. Porque, né…

Pras minhas crianças eternas do coração: Pietro ♥, Bruninha, Igor, Cacá, Lulu, Gugu, Jessica, Marcela, Carol, Phil, Sassá, Michelle, Nicole… e todas com quem convivo…

Tempo: 1 hora mais tempos de resfriamento

Rende: 30 brigadeiros

Ingredientes:

– 1 lata de leite condensado

– 1 colher (sopa) de manteiga ou margarina sem sal (usei manteiga)

–  1/3 de xícara de cacau em pó (o cacau, não o chocolate em pó)

–  1/3 de xícara de chocolate meio-amargo picado (usei o 70%, mas pode ser de 50% e acima)

– 2 colheres (sopa) medidas/niveladas de creme-de-leite em lata, sem o soro

– ¼ de colher (chá) medida/nivelada, de sal

– 1 colher (chá) de baunilha

– Para cobrir: Granulados de sua preferência

Preparo:

Todos os ingredientes na panela, menos a baunilha

Leve um pires (vazio) ao freezer, para fazer o teste do ponto de brigadeiro

Coloque todos os ingredientes numa panela de fundo grosso, menos a baunilha.

Misture um pouco com uma espátula de silicone, e leve ao fogo médio, mexendo até os ingredientes todos derreterem e misturarem homogeneamente.

Diminua a chama do fogão para o mínimo.

Mexa continuamente com a espátula, e alterne com um fouet, para não deixar grumos.

Quando aparecer o fundo da panela, mexa por mais 2 minutos, desligue o fogo,retire o pires do freezer  e coloque uma colher (de chá) da massa no pires, e volte ao freezer por 1 ou 2  minutos, até esfriar. Teste o ponto, e veja se consegue enrolar. Se sim, está pronto e é só acrescentar a baunilha, mexer levemente e despejar a massa num prato raso untado com manteiga. Se ainda estiver um pouco mole, devolva o pires no freezer, acenda a chama do fogão e mexa por mais 1 ou 2 minutos. Apague o fogo e repita o teste. Acrescente a baunilha, misture apenas e passe para o prato untado.

Teste no pires

Deixe a massa resfriar em temperatura ambiente, coberta com um plástico-filme.

Unte as mãos com manteiga e vá formando as bolinhas, passando pelos granulados de sua preferência.

Textura de enrolar. Macia porém firme…

============================

Dicas da Lena:

– Gosto de granulados de chocolates de boa qualidade, mas não há brasileiros.

– Uso os da Callebaut, belga, à venda em algumas lojas de artigos para confeitaria. Meio-amargo e ao leite, que são os da foto, quadradinhos.

– Usei também uns flocos de chocolate ao leite, maiores, de uma marca alemã que encontrei à venda, pra dar uma variada no visu…

– Os outros, coloridos, etc., não são realmente gostosos, mas vale a brincadeira pelas crianças.

– Este brigadeiro não fica tão doce, mas se preferir substituir o chocolate meio-amargo pela mesma quantidade de ao leite, fica ótimo também.

– Não abro mão do cacau em pó, que neste caso também é belga, pela diferença no sabor e resultado final. Mas há cacau em pó brasileiro, à venda nos supermercados, ao lado do chocolate em pó tão conhecido como “do frade”. Em último caso, pode-se usar o chocolate em pó. Porém, achocolatado, jamais, caso queria que o resultado seja igual a este.

– Imprescindível fazer o teste do pires no freezer, pois as receitas de brigadeiros costumam dizer que “está pronto quando aparecer o fundo da panela”, e isso é muito subjetivo.

– Esta massa, por levar creme-de-leite e chocolate derretido, demora mais a açucarar, permitindo uma maciez maior, mesmo conservado  em temperatura ambiente. Mesmo assim, sempre recomendo, se não guardar em recipiente fechado na geladeira, ao menos cobri-los com papel alumínio para que não ressequem/açucarem. Este é o pecado maior dos brigadeiros…

– Valem aqui as dicas de variações: uma cerejinha dentro, ou algumas nozes/amêndoas/pistaches moídos e também cobrindo a massa; enfim, fica ao seu gosto pessoal.

– Mas, lembrando que este em particular que é para o Dia das Crianças, deixar a textura e o visual ao gosto delas, é prioridade!

Print Friendly, PDF & Email