Estou aqui novamente, gente!

Depois de 2 meses sem postar, e receber mensagens das leitoras queridas, sinto que devo uma satisfação a todos.

Algumas até preocupadas achando que algo havia acontecido comigo, por isso até me adicionaram no Facebook. É muito carinho..

mas a verdade é que não consigo mais ter hoje em dia o mesmo tempo que eu tinha há mais de 3 anos, quando comecei o blog.

Nunca expliquei aqui que levo praticamente 2 dias pra fazer um post. Entre comprar os ingredientes, fazer o doce, lavar/guardar tudo, fotografar, editar as fotos, editar a receita (é raro eu fazer uma receita copiada de algum lugar.. sempre preciso anotar as quantidades e modo de preparo), transferir as fotos para o computador, editar a foto, e fazer o post propriamente dito, com texto e fotos, é praticamente esse tempo.

Como não tenho patrocinador, e absolutamente tudo sou eu que faço sozinha, preciso de mais tempo para mim hoje em dia.

Mas não vou mais ficar tanto tempo sem postar. Isso é fato e promessa : ))

 

Bem, à receita:

Ultimamente é tanta gente falando sobre Oreo (o famoso biscoito americano recheado com creme de baunilha, fininho e bem escurinho, com sabor meio caramelizado), que cheguei a pedir ao meu irmão que me trouxesse alguns dos EUA para testar em receitas.

Conheço o biscoito há muuuitos anos. No entanto, tenho visto fotos de sites americanos, tão lindas com sobremesas à base dele, que decidi testar algumas.

Nesse ínterim, Oreo começou a ser fabricado no Brasil, o que facilitou e barateou pra todos nós.

Esta é a primeira receita que criei – semana passada – e foi super aprovada pelos queridos a quem servi.

Eu mesma devorei um copo desses – uma bomba atômica calórica, mas divina em sabor e textura.

No pudim, eu cortei com a faca pra ficar em pedaços maiores. No chantilly, ficou assim, rajadinho com o biscoito processado até virar “pó”.

Eu dividi em 4 copos mas realmente sugiro que vocês dividam em 6 ou 8. Porque é tão intenso que dificilmente alguém aguentaria tudo sozinho.

Queria agradecer à Julieta, mãe da minha amiga Raíssa, que me presenteou com essa toalha de renda feita à mão, deslumbrante, com a qual forrei a minha bandeja nova, que inauguro com este post.

A Raíssa, uma menina linda, e amiga sensível, dias depois me trouxe esta orquídea da foto… num dia em que nada teria me alegrado mais. Almas que sentem, almas que se dão. É assim que vou agradecendo à vida por me trazer pessoas tão especiais. Isso vale tudo e todo o resto.

E… o importante é que eu  adoro estar aqui, conversar e trocar ideia com vocês!

No que depender de mim, acreditem, a minha paixão pelos doces será eternizada pelas minhas mãos, ao cozinhar, preparar, fotografar… e nas pontas dos meus dedos, escrevendo.

Obrigada de coração por tanta presença. Vocês são lindas. Sei nem como agradecer!!

<3

 

Para 6 a 8 porções:

Ingredientes:

Cocada Mole:

– 1 lata de leite condensado
– 1 lata de creme de leite sem o soro
– 1 pacote (100 grs) de coco ralado em flocos
– 3 colheres (sopa) de água para hidratar o coco
– 1 colher (chá) de manteiga
– 1 colher (chá) de baunilha

Pudim de chocolate:

– 7 colheres de sopa (colheres-padrão, niveladas) de açúcar
– 3 colheres de sopa (colheres-padrão, niveladas) de amido de milho
– 1-1/2 colheres de sopa de cacau em pó (usei 100% cacau)
– pitada de sal
– 1-1/4 de xícara de creme de leite (usei o fresco)
– 1 xícara de leite
– 1 colher (chá) de baunilha
– 300 grs de chocolate meio amargo (usei o 70% cacau)
– 1 colher (sopa) de manteiga sem sal
– cerca de 12 biscoitos Oreo cortados com a faca (coloque na geladeira primeiro pra ficar melhor de cortar)

Chantilly com Oreos moídos:

– 250 ml de creme de leite fresco
– 3 colheres de sopa (colheres-medida padrão, niveladas) de açúcar de confeiteiro (pode usar o comum também)
– cerca de 10 biscoitos Oreo moídos (processei no processador), até virar uma farofa bem fina
– 1 colher (chá) de baunilha
– pitada de sal

Preparo:

Da cocada mole:

Numa tigelinha hidrate o coco em flocos grandes na água por 20 minutos.
Esprema bem o coco para retirar o eventual excesso de água e coloque numa panela, juntamente com os outros ingredientes.
Leve ao fogo e deixe ferver por alguns minutos, até formar um creme. (é bem mais fino que o ponto de brigadeiro) – porque será servido gelado e vai espessar muito. Reserve até esfriar (ou coloque na geladeira.

Do pudim de chocolate:

Numa panela, coloque os ingredientes secos e misture com um fouet (batedor de arame).
Acrescente o creme de leite, leite e a baunilha.
Misture bem com o fouet.
Leve a panela ao fogo e mexa continuamente até engrossar.
Retire do fogo e coloque o chocolate picado. Enquanto ainda quente o creme, mexa bem até o chocolate derreter e incorporar bem a creme. Reserve até esfriar (se quiser, coloque numa tigela na geladeira. Cubra o creme com plástico filme).
Depois de frio, acrescente os Oreos cortados. Reserve.

Do chantilly com Oreos moídos:

Na tigela da batedeira coloque o creme de leite. Bata até o ponto de chantilly firme. Acrescente o açúcar, a pitada de sal e a baunilha e bata mais um minuto. Adicione os Oreos moídos e misture. Reserve.

Montagem:

Em 4 copos do tamanho dos da foto, ou 8 copos ou taças menores, monte as camadas (Eu usei a manga de confeitar mas pode ser com a colher mesmo)
Camada de baixo: cocada mole
Camada do meio: pudim de chocolate com pedaços de Oreo
Camada de cima: chantilly com Oreos moídos.
– Decore com um biscoito Oreo inteiro no momento de servir.
Sirva gelado.

===============

Dicas da Lena:

– Imagine dobrar a receita e fazer numa travessa grande, e servir num jantar ou festa.

– Esse pudim de chocolate não é muito doce. Por causa do cacau 100% e o chocolate 70% que usei, poderia até ter um pouco mais de açúcar. Portanto vocês podem provar de acordo com o tipo de cacau e chocolate em barra que usarem. Se acharem necessário, acrescentem mais açúcar.

– A quantidade de chantilly também pode ser aumentada se gostarem muito. O que dou aqui é uma base.

– Na cocada mole usei o coco em flocos porque gosto da textura. Mas podem usar o coco ralado comum, o coco queimado ou até o coco fresco. Só mantenham as proporções.

– Esse parfait pode ser congelado já na taça, por alguns dias.

– Caso faça o dobro da receita numa travessa maior, se quiser congelar é só cobrir com plástico filme e papel alumínio e o tempo de congelamento pode ser de até 2 meses. Sirva com Oreos cortados na faca por cima.

– Só coloque o biscoito Oreo da decoração no momento de servir, para ficar crocante.

– A doçura da cocada mole, a intensidade do pudim de chocolate e a delicadeza do chantilly deixaram esse parfait ‘perfeito’ – vale a pena fazer! Só vale ; ))

Print Friendly, PDF & Email