Faz tempo, as pessoas me pedem para publicar uma receita testada do “brigadeiro de morango” ou “bicho-de-pé” (que apesar de eu achar o nome feio… é conhecido assim).

Todas as receitas que vêm para o Blog são incansavelmente testadas por mim.

Muitas vezes eu dou meu toque pessoal, e agrego sabor quando o resultado ainda não é satisfatório…

Tenho comido muitos docinhos desses por aí que são somente tingidos de cor-de-rosa. O sabor é apenas de leite condensado. Mais precisamente, brigadeiro branco…o meu, tem sabor .

Para o meu paladar, prefiro somar a gelatina  ao “nesquick” sabor morango (eu não gosto de colocar nomes de marcas nas minhas receitas, mas confesso que procurei em 5 supermercados pra vender e não encontrei. Então, pra facilitar a vida de quem quer fazer a receita, prefiro especificar a marca pra vocês ganharem tempo)  : )

Amo as porcelanas que minha mãe pintou…

Por que o chocolate branco na receita? Porque ele ajuda a firmar a massa depois de fria e enrolada. A textura desse brigadeiro é mais macia do que o de chocolate meio-amargo ou em pó. Por isso é recomendável o chocolate branco. De tão importante, dou novamente essa dica no final do post.

Na minha infância não lembro se existia esse doce …acho que não.

Mas há tantos anos sou fã dele, que incluo imediatamente na minha bandeja de doces, quando sirvo em meus jantares. Ou, simplesmente, resolvo fazer para um café ou chá – ou presentear. Há os aficionados por ele e esse sabor de morango traz mesmo uma memória afetiva.

O açúcar mais comum no qual eles são passados, é o cristal fininho.

Mas ganhei de presente este açúcar cristal lilás com tons de rosa tão lindos da querida Ana Paula, que não resisti e assim que o vi, já tinha em mente o primeiro doce com ele! A própria Ana Paula foi a primeira a ganhar uma caixa dos docinhos. Ele me disse que adorou e devorou a caixa toda de uma vez! : O

Sabe o que eu mais gosto nesses momentos?…

De sentir que a vida é uma dinâmica de trocas, transformações, intenções, interações…

Tudo que fazemos, damos, interagimos, escolhemos, entregamos, recebemos – tem um propósito…

Cabe a nós fazermos desses ganhos, momentos lindos e bacanas; permitindo uma troca positiva de energias. E alegrias.

Um pote de açúcar cristal…trazido de uma viagem; uma pessoa querida lembrando de mim.

Uma ideia com alegria > um docinho > um presente a quem me deu um presente.

É o ciclo das boas coisas. Dos bons sentimentos. Da gentileza. Que pode estar quase…mas não extinta ainda.

<3

 

Para cerca de 20 docinhos:

Ingredientes:

– 1 lata de leite condensado

– 1 colher e meia de sopa de creme de leite sem soro
– 1 colher (sopa) de manteiga sem sal
– 1 colher (de sopa) de gelatina sabor morango
– 1/3 de xícara de “Nesquick” (morango)
– 100 grs de chocolate branco, picado
– 2 colheres de sopa de água, fervidas (para dissolver a gelatina e o pó de morango)

 

Preparo:

– Coloque a água fervente numa tigelinha. Acrescente a gelatina e o nesquick. Mexa vigorosamente com um garfo até dissolver (se necessário, leve após misturar, ao microondas na potência máxima, por cerca de 15 segundos. Mexa novamente.
– Numa panela misture todos os ingredientes. Leve ao fogo, mexendo até a manteiga derreter e tudo ficar homogêneo.
– Continue mexendo até desgrudar do fundo da panela
– Faça o teste colocando num pires e deixando no freezer por 2/3 minutos. Se der para enrolar, está pronto. Deixe esfriando em prato untado com manteiga.
– Enrole em bolinhas, com a mão untada com manteiga. Passe em açúcar cristal. Decore, se quiser.

=====================

Dicas da Lena:
– A massa pode ficar guardada por 2 dias na geladeira, coberta por plástico filme. Isso é bom para enrolá-los no dia de consumir, para que os docinhos não açucarem.
– O chocolate branco no “bicho-de-pé” é importante, pois ele ajuda a firmar a massa do doce depois de fria. Mais fácil de enrolar e manter o formato.
– Se quiser congelar os docinhos já enrolados, eles devem ser guardados em recipiente fechado, e congelados por até 3 meses. Descongele e só então passe-os no açúcar.

– IMPORTANTE: Sempre recomendo usar panelas de fundo grosso para fazer docinhos de enrolar. Pode ser de alumínio ou inox. Antiaderentes têm fundo fino portanto aquecem rapidamente, podendo a massa grudar na panela, causando grumos.

Print Friendly, PDF & Email