Doce de Abóbora da Vó Victoria

Esta receita eu havia publicado no meu antigo Blog, o “Meu Marshmallow”. E agora, trouxe pra cá : )

Minha avó materna, Victoria, fazia o melhor Doce de Abóbora do mundo.

Os cubos brilhantes pela calda, tenros e úmidos por dentro, e mantendo seu formato mesmo sem cal (o que facilita muito), casavam perfeitamente com queijos, queijos, queijos !!! O sabor do cravo e da canela, o toque das gotas de limão… eram algo que eu aprenderia a fazer depois de adulta – ainda bem !

Tempo de preparo: +- 2-1/2 horas, mais tempo de resfriamento
Porções:  Muitas …….

Ingredientes:
– 1-1/2 kg de abóbora de pescoço (seca) sem casca, cortada em cubos de 4 x 4 cm
– 1-1/2 de açúcar (se for cristal, melhor)
– 2 xícaras de água
– 1 colher (de chá) de sal
– canela em pau
– 4 cravos
– suco de meio limão tahiti (o verde)

Preparo:

Na panela de pressão (uso a de teflon), colocar bem juntos os cubos de abóbora. Se não couberem no fundo, pode deixar os outros por cima.
Coloque os demais ingredientes.
Tampe a panela e leve ao fogo médio.
Quando começar a APITAR, abaixe o fogo. Conte 25 minutos e apague.
Espere 10 minutos. Com um fio de água corrente, resfrie a panela e abra-a.
Leve-a de volta ao fogo por mais 1 hora e meia, mais ou menos, DESTAMPADA, em chama mínima, ou até que os pedaços estejam bem transparentes e a calda penetrada até o centro de cada cubo.


Caso a calda fique espessa no final do cozimento, ferva ¼ de xícara de água, e despeje aos poucos. NÃO MEXA A CALDA, para não açucarar!
Espere esfriar completamente dentro da panela para que não desmanche ao transferir para um vidro ou compoteira. (Faça isso com uma colher plástica, de cabo longo)
Manter em geladeira.

=======================

Dicas da Lena:

– Esse doce não leva cal. Não é duro por fora, mas mantém seu formato de cubo, embora macio. No entanto, é preciso ser manuseado com delicadeza para não desmanchar.
– A grande quantidade de açúcar é porque são apenas ele, a água e o líquido que a abóbora contém, que se transformarão na calda. Se colocar menos açúcar, a quantidade de calda não será suficiente para agüentar até o final do tempo de cozimento e ficará inclusive em ponto de “bala”. E o doce não ficará mais nessa textura. Grudará na calda açucarada e desmanchará.
– JAMAIS mexa nenhuma calda enquanto cozinha, para que não açucare.
– Não abro mão de cravo, canela, limão e um pouquinho de sal nesse doce. Dá todo um perfume e corta o excessivo dulçor característico dos doces em calda.
– Se da primeira vez não sair exatamente como gostaria, não se preocupe. Esses doces requerem um pouco de prática e habilidade. O bom é aprimorar!
– Não faça este doce com esta receita, em panela sem ser de pressão.
– Obs- Abóbora de pescoço é aquela bem grande, com um “pescoço” comprido, do qual cortam-se rodelas que tira-se a casca corta-se em cubos. Também conhecida como “abóbora Seca”.

Print Friendly
Compartilhar/Favoritos

44 Responses to Doce de Abóbora da Vó Victoria

  1. Kate Luna disse:

    Lindo, lindo,lindooooo Lena !
    beijos adocicados minha fada de açúcar!

  2. Tati disse:

    Lena adoro esse doce, principalmente quando é feito pela minha avó… na minha cidade esse doce é conhecido por Tijolinho, rsrsrsr.

    Beijos

  3. Victoria disse:

    Eu sabia que a gente tinha algo em comum!!! Seu blog é maravilhoso e eu sou sua admiradora!
    Hoje fui surpreendida por essa maravilha, o doce de abóbora de sua avó Victoria!
    Receba um beijo de outra Victoria que tem esse nome porque teve uma avó Victoria também! (era avó paterna eu sei, mas está valendo, não é?

    • Lena disse:

      Oi Victoria !!!

      Uma bênção você vir aqui com este carinho viu?
      Os nomes em comum querem dizer amor e boas energias para nós : ))
      Beijo!

  4. Nina disse:

    Querida Helena, uma artista. Só quem tem paixão pelo que faz consegue estas obras de arte.
    Aqui, em Portugal, fazemos um doce de abóbora, também para ser comido com queijo, que é temperado com paus de canela e o vidrado da casca de laranja. Mas o resultado final, em termos estéticos, fica a milhas do seu. Como consegue conservar os cubos, sem que se desfaçam durante a cozedura?
    A que se refere, quando fala em cal?
    Gostaria que esclarecesse estas minhas dúvidas e, já agora, visitasse ” Na cozinha da Nina”, o meu novíssimo blog.
    Beijinhos,
    Nina

    • Lena disse:

      Oi Nina.
      Vou sim, visitar o seu blog já já : )
      Esqueça a cal.
      Eu quis dizer que a minha receita NÃO leva, pq aqui é muito usado para q os cubos fiquem sequinhos por fora.
      Siga a minha receita passo a passo que o seu ficará igualzinho ao meu! Eu garanto!!
      Beijo

  5. Nina disse:

    Querida Lena, cá estou de novo. Segui o seu conselho e juntei um link ao primeiro blog.
    Sobre o doce de abóbora, só mais uma dúvida: Você fala em abóbora seca. A que se refere, concretamente?
    Já agora deixe-me repetir — as fotos estão simplesmente divinas. É você mesma quem fotografa?
    Beijos,
    Nina

    • Lena disse:

      Nina,

      Abóbora “seca” é também conhecida por aqui como “abóbora de pescoço”, porque ela é bem grande e de cujo pescoço comprido são cortadas rodelas, das quais retiramos as cascas, e cortamos em cubos. (Jogue a informação no Google e clique em “imagens”, que lá vc verá como ela é.) Esse é o melhor tipo para o doce de abóbora, seja ele em cubos ou de “colher”(amassadinha, e apurada na panela com açúcar : )
      Beijo

      • Lena disse:

        Nina,

        Esqueci de responder sobre as fotos.
        Sim, sou eu mesma que fotografo, e com uma câmera simples… por enquanto…hehe : )
        Beijo!

  6. Karla Maria disse:

    Ai Lena,
    o meu pai era doido por doce de abóbora e minha irmã faz maravilhosamente bem.
    Eu vou tentar fazer sem a cal.
    Bj

    • Lena disse:

      Oi Karla!

      Sabe, eu NUNCA usei esse cal não, viu?
      Siga direitinho a receita que vai dar tudo certo!
      Beijo

  7. Dani disse:

    Nossa Lena,

    estou aqui babando com a receita desse doce de abóbora! Que maravilha!!! Gostaria de confirmar a quantidade de açúcar. 1 E 1/2 kg?
    a mesma quantidade da abóbora?

    Vou fazer com certeza!

    Beijos,

    Dani

    • Lena disse:

      Dani,

      Faça sim, é maravilhoso!
      SIm, a quantidade de açúcar será sempre a mesma da abóbora. Se fizer em quantidades diferentes, siga as proporções 🙂
      Beijo

  8. sandra disse:

    Ola, Gostaria de dizer que conheci seu blog atravez do Rainhas do Lar, desde entao sou sua fa, pois visito seu blog sempre que posso… Acho lindo seu trabalho. Qdo vi esse doce de abobora, nao consegui mais tira-lo da cabeca, entao fui comprar a abobora pra fazer, mas com um medinho de nao acertar…. Mesmo assim segui suas dicas infaliveis e deu super certo. Ja fiz duas vezes e todo mundo amou. Entao ganhei mamao verde e pensei em fazer um doce, pois amo doce de mamao, mas minha mae me disse que da muito trabalho e lalalalalal…….Me lembrei do seu doce de abobora e fiz exatamente igual….. ahh que maravilha, ficou otimo. Agora quero te agradecer por compartilhar essa maravilha. Que Deus te abencoe, muita sorte e saude pra vc. um abraco, Sandra.

    • Lena disse:

      Sandra!

      Felicidade é a minha ao ler que você fez o doce, e que ainda o fez com mamão verde!!
      Deve ter ficado uma delícia!
      Tudo que quero é que as receitas deem certo; pra isso é que estou aqui ; )
      Muito obrigada, e venha sempre me visitar!
      Beijo

  9. Leila disse:

    Nossa, me deixou com uma tremenda vontade agora.
    Esta lindo!

  10. antonella pulcinelli disse:

    nao tem como nao degustar os doces feitos pelas vovos, pena que a minha nao tem como fazer ou me ensinar a faze-los.Mas mesmo assim agradeco poder aprender com outra vozinha este doce que e uma delicia

    • Lena disse:

      Olá Antonella,

      Esse doce é mágico, e acho que eu consigo reproduzir igualzinho ao da minha avó : )
      Beijo

  11. Maria Julia Sampaio disse:

    Belíssimos.

  12. verusca disse:

    oi minha querida, gostaria de fazer seuu doce, mas me deu um medinho de dar errado por causa do tempo do cozimento da pressão e sem pressão, as abóboras salgadas que eu faço cozinham por uns 20 minutos no máximo e sem pressão. por isso a dúvida , me ajude por favor … e gostaria de saber se você conhece alguma receita de doce de abóbora diet

    • Lena disse:

      Verusca,

      Só existe uma maneira de vencer seus medinhos de dar errado: fazendo e constatando.
      Esse tempo é o que uso nos meu doce há 30 anos… por isso ela está no blog, gata ; )
      E não, não tenho receitas de doces diet
      Beijos

  13. fabinho disse:

    ACHO ESSAS FOTOS ALTAMENTE PORNOGRÁFICAS, E ALÉM DO MAIS NÃO SE FAZ ESSE TIPO DE COISA COM QUEM ESTÁ TRABALHANDO E RAPIDAMENTE PASSOU OS OLHOS PELA INTERNET ASSIM , DE LEVE, E ESTÁ ÀS 21HS00 COM O ESTÔMAGO V AZIO.
    ACHO ISSO UM CASO DE POLÍCIA E VOU TE DENUNCIAR, LENA , POR MAUS TRATOS.
    TIRA ESSAS FOTOS DAÍIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIII.
    BANDO DE GENTE PORNOGRÁFICA E SÁDICA

    KKKKKKKKKKKKKKKKKKKK
    ADORO DOCE.

  14. Silvia disse:

    Fiz esse doce e ficou maravilhoso,mas com 25m.de pressao as aboboras ja estavam cozidas e transparentes,entao retirei os pedacos delicadamente com a escumadeira.edeixei apurar a calda um pouco mais;depois acrescentei a calda ja’ fria ao doceF.icou demais!!

  15. valdice disse:

    Lena sou apaixonada por doces…gostaria de saber se esse doce só pode ser feito com abobora de pescoço?

  16. Simone Coli disse:

    Pf adorei sua receita, mas gostaria de perguntar se vc acha q fica bom eu fazer igual mas amassar com um garfo, tenho uma encomenda mais a pessoa n quer cubos e sim triturado. Parabéns e obrigada.
    Me responda plis.

    • Lena disse:

      SImone,

      Se você deixar a abóbora cozinhar bastante na panela de pressão antes de abrir, depois você mexe com uma colher de pau que a abóbora se desmanchará enquanto apura o doce.
      Beijo!

  17. Elisabeth Scalco disse:

    Adorei esta receita. Parabéns, ficou perfeito. Após abrir a panela de pressão cozinhei apenas por 40 minutos e ficou ótimo.

  18. […] sempre amei abóbora e todos os doces feitos com ela. Inclusive esse “Doce de abóbora da Vó Victória” que minha vó materna fazia, era um dos meus preferidos da minha infância pra comer com […]

  19. joselia disse:

    Fiz o doce de abobora ficou perfeito. Obrigada por disponibilizara receita

  20. marly o.castro disse:

    gostei muito dessssssssssssssa reita. beijo. obrigado…….

  21. […] da casa da minha vó materna existia um “abobral”, e ali mesmo aprendi a fazer o melhor doce de abóbora do mundo! Sem falar na Sopa de cambuquira com milho fresco. Cambuquiras são os talos dos brotos […]

  22. Vanes disse:

    Será que posso fazer na panela elétrica de pressão?

  23. Martha disse:

    Fiz o doce com a receita da vó Vitória, =) , e a receita é fantástica!!!!!
    Adoro doce de abóbora em pedaços, brilhante!!!
    Obrigada por dividir conosco essa alegria.

  24. Claudete Marchesin disse:

    Vc diz q a grande quantidade de acucar eh pq a calda eh so dele é do liquid q a abobora contem. Mas na receita pede 2 xicaras de agua. Essa eh minha duvida. Quero fazer…

    • Lena disse:

      Claudete,

      Coloquei agora na receita que precisa sim da água, pois o tempo de apuração da calda após abrir a panela, é grande.
      Beijo

  25. regina célia andrade disse:

    Parabéns o meu doce de abóbora ficou igualzinho…… uma DELICIA DO JEITINHO QUE EU DESEJAVA minha infância………… ameiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiii obgdo minha querida.. <3

  26. Carlos Serapilia disse:

    Lena, tudo bem ??
    Parabéns pelo blog.
    Cara, estou em Fortaleza mas sou paulista, e hoje me veio uma lembrança muito saborosa e não achei nada parecido, e quem sabe você possa me ajudar.
    Quando de minhas viagens a Minas, conheci o doce de abóbora que parece um queijo gigante e transparente como uma gelatina, altamente saboroso, isso foi em duas ou tres paradas que fiz, saberia me dizer se conhece e se sim teria a receita ??? Obrigado.

    • Lena disse:

      Oi Carlos,

      Realmente não sei do qu você está falando.
      Pode ser um doce de abóbora de colher que foi prensado.
      Não tenho a receita : )
      Beijos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


*